App nº 023
Arlete Moreira dos Reis

Apperjiana fundadora. Professora de Letras e Advogada, carioca. Membro de diversas academias literárias. Iniciou sua carreira literária através de OFICINA Editores, onde vem publicando seus poemas ao longo dos anos. Livros: poesia e crônicas: Sentimentos; Emoções em verso e prosa; Ainda emoções. Romance: Vivências. Conto Infantil: O encanto da floresta, quatro deles lançados na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro. Ergue sua voz poética para alertar, delatar e sugerir soluções, tendo recebido a Medalha Comemorativa aos 500 anos do Brasil, da Revista Brasília, por sua intensa participação e iniciativas culturais que visam ao aprimoramento e desenvolvimento da literatura nacional.

.

"Os contatos não foram muitos, mas todas as vezes que nos encontrávamos ficava marcado em minha memória um sorriso franco. Assim é Arlete Moreira dos Reis - uma mulher decidida, inteligente e de sorriso franco. A poetisa já é conhecida de todos nós, gostaria de falar um pouco sobre a cronista manifesta neste novo livro "Emoções em Prosa e Verso". A sinceridade e simplicidade da poetisa estão presentes em suas crônicas, sendo que agora fica bem clara a ligação de Arlete com as leis e com a jurisprudência. Seus anseios de justiça social recebem um tratamento mais técnico e a lei é invocada para questionar aspectos negativos e problemáticos de nossa realidade social, buscando no processo legal inspiração para encontrar soluções. A cronista Arlete se mantém fiel aos valores manifestos em seus textos poéticos - a família, o amor, incidentes e acidentes do dia-a-dia, mas tem uma voz mais forte e vigorosa ao declarar seu amor à pátria, ao defender idosos, ao exigir o desarmamento da população para diminuir o nível de violência. Sua voz se eleva diante dos desmandos de corrupção e abuso de poder cometido por políticos eleitos que deveriam, pelo menos, respeitar seu eleitorado. Seu coração se enche de indignação diante das ameaças que pairam sobre a nossa Amazônia. O martelo do juiz bate furioso diante da impunidade, do desperdício, da violência e da corrupção. Neste novo livro Arlete Moreira dos Reis se completa. À sensibilidade poética somou a força de sua voz social. Emoções? Sim. Ainda emoções, mas neste momento de maturidade literária as emoções saem do âmbito puramente pessoal e extravasam no social, chorando as lágrimas que todo o povo chora, lamentando as perdas que atingem a nação e bradando por soluções, soltando o grito ainda engasgado na garganta sofrida do povo brasileiro".

Glenda Maier
Poeta e cronista.

PRECE DE UM BRASILEIRO

Meu Deus,
Que vergonha sinto n’alma
De ver tanto sofrimento
E nada poder fazer
A não ser alertar meu Povo
Pra não se deixar levar
Pelos heróis fabricados
Que a Nação vêm salvar.
Passadas as eleições
As reverências ao Povo
Esquecem os empossados
De tudo que foi mostrado.
Já não lhes interessa a pobreza,
A mortalidade infantil,
Os mendigos que se cuidem
E procurem aonde dormir.
A moeda estrangeira,
Em forma de comissão,
Fecha os olhos dos políticos
Que concedem aos espertalhões
A destruição de nossas matas
As terras dos índios roubadas
A morte de Chico Mendes
Há muito encomendada...

Continuamos Senhor,
Sem ter como escapulir
De tanta violência,
Da corrupção total,
De viver num país rico,
Sem ter o que comer,
Sem escola, moradia,
Sem saúde perecer.
Meu Deus, se és brasileiro,
Como todo o Povo diz,
Arranca do berço esplêndido
Este gigante Brasil
E faz ecoar seu grito
Para todo o Continente:
Fora aventureiros,
Vou Salvar a minha gente!

 

apperjianos

generico cialis levitra senza ricetta viagra costo levitra acquisto cialis senza ricetta kamagra acquisto cialis prezzo kamagra italia acquisto kamagra comprare viagra acquisto levitra acquisto viagra viagra generico viagra comprare viagra acquisto levitra prezzo generico viagra cialis generico levitra generico